TCM pede ‘pé no chão’ a prefeitos goianos em início de mandato

Joaquim de Castro Neto advertiu novos gestores: "Não se entusiasmem com isso"

Conselheiro TCM diz que municípios têm caixa, mas pediu
Conselheiro TCM diz que municípios têm caixa, mas pediu "pé no chão"

Em encontro organizado pela Federação Goiana dos Municípios (FGM) para dar boas-vindas aos prefeitos e prefeitas que assumiram mandato neste ano, o conselheiro e presidente do Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCM) Joaquim de Castro Neto afirmou que grande parte dos municípios deixou dinheiro em caixa. Contudo, ele pediu “pé no chão”.

“Então, para aqueles que estão assumindo o mandato, grande parte dos municípios deixou dinheiro em caixa. Que não se entusiasmem com isso, inchando folhas de pagamento e contratações desnecessárias. Dinheiro público tem regras para se gastar”, advertiu.

O evento, que acontece nesta tarde de quarta-feira (27), conta, também com a presença do governador Ronaldo Caiado (DEM), além do presidente da FGM, José Cunha, e outras autoridades. Cunha, em sua fala, lembrou que o Estado tem 155 prefeitos novos, assumindo em 2021, além de 91 reeleitos