Vacina da Janssen não tem data para chegar em Anápolis; preocupação com a Ômicron aumenta

SEMUSA diz esperar novas doses serem enviadas ao município para que estratégias sejam traçadas

Vacina da Janssen ainda não tem data para chegar em Anápolis. (Foto: Breno Esaki /Agência Saúde DF)

Anápolis ainda não tem data para receber doses da vacina da Janssen para serem aplicadas como reforço contra a Covid-19. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Anápolis aguarda o envio para que estratégias de imunização sejam traçadas. A preocupação gira em torno da variante Ômicron, ainda que Goiás não tenha registrado nenhum caso.

Com preocupação, a superintendente de vigilância em saúde, Flúvia Amorim, diz que a variante deverá chegar em algum momento. “Pelas experiências que nós já passamos, é inevitável dizer que ela poderá chegar em algum momento aqui em Goiás”, salientou.

Em nota técnica, o Ministério da Saúde e a Anvisa orientam que a aplicação da nova dose da Janssen seja feita entre dois e seis meses, após a primeira aplicação.

A orientação se baseia nos estudos que mostram aumento na proteção de até nove vezes quando o reforço é feito com intervalo mais longo entre as doses. Novos lotes da vacina chegaram ao Brasil ontem (09) e foram distribuídos nas capitais.

Números consolidados

Mais de 91% da população no município de Anápolis já se vacinou com pelo menos 1 dose contra a covid-19, mas apenas 78% da população vacinada retornou para a segunda dose.

De acordo com o secretário de saúde do município, Júlio César Espíndola, os motivos que podem justificar esse atraso, variam.

“A pessoa pode simplesmente ter se vacinado apenas com uma dose e achar erroneamente que está protegida, o esquecimento, ou até mesmo o tempo ainda que tenhamos unidades funcionando até as 21hrs”, explica.