Valparaíso tem 221 audiências realizadas em casos de violência contra a mulher

Durante o programa Justiça Ativa, foi feito o julgamento dos casos de violência. A ação realizada em dois dias contou com reforço de vários órgãos

Nesta semana foi realizado Justiça Ativa na cidade de Valparaíso de Goiás, a 189 quilômetros de Goiânia. No programa, foram realizados julgamentos de processos envolvendo violência doméstica contra a mulher, totalizando 221 audiências nos dois dias de mutirão.

“O Judiciário está mais atuante na comunidade, e o Justiça Ativa aproxima o jurídico do cidadão”, ressalta a diretora do Foro local, Letícia Silva Carneiro de Oliveira Ribeiro. Para reforçar os trabalhos do Justiça Ativa, a Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPEGO), em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), participou com oito defensores. Três deles atuaram no Núcleo Especializado de Defesa e Promoção dos Direitos da Mulher (Nudem), com o atendimento a mulheres vítimas de violência.

Em Valparaíso, o núcleo atendeu as vítimas com orientações jurídicas para resolver seus conflitos, e também aquelas compareceram espontaneamente na unidade. “Quase 900 pessoas entre partes, testemunhas e colaboradores, passaram pelo fórum local nos dois dias de trabalho”, informa Simone Domingues do Carmo Costa, diretora da Divisão de Apoio dos Projetos Estratégicos da Secretaria de Gestão Estratégica (SGE).

Dados

Em pesquisa realizada pelo Departamento de Pesquisa Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foi identificado que até o final de 2017, existia um processo judicial de violência doméstica para cada 100 mulheres brasileiras. São 1.273.398 processos referentes à violência doméstica contra a mulher em tramitação na Justiça dos estados em todo o país. Só em 2017 foram 388.263 novos casos, 16% mais do que 2016.