Velório de jovem que morreu após racha em Goiânia será nesta quarta (11), às 19h30

Rapaz teve rins, fígado e córneas doados para receptores de Goiás

O estudante Wictor Fonsceca, de 20 anos, morreu depois de um trágico acidente provocado por uma disputa de racha, em Goiânia (Foto: Reprodução - Redes Sociais)

O corpo do estudante Wictor Fonseca, que morreu depois de um acidente provocado por um racha em Goiânia, será velado nesta quarta-feira às 19h30 na Paz Universal, no Setor Coimbra. A informação foi confirmada por familiares do rapaz.

O pai de Wictor, o administrador Cleuber Rodrigues Lima, disse ao Mais Goiás que “todos aqueles que quiserem se despedir serão bem-vindos”.

Depois que a morte do estudante foi confirmada, nesta terça-feira (10), a família dele autorizou a doação de órgãos para ajudar a “salvar outros filhos”. Segundo o Hospital Estadual de Urgências de Goiás (Hugo), foram doados rins, fígado e córneas. Todos os receptores são de Goiás, mas, segundo Cleuber, a família não sabe quem são.

“Era um menino maravilhoso, meu grande parceiro e amigo. Um menino do bem, que sempre ajudou todo mundo. Foi isso que me motivou a autorizar a doação, saber que meu filho pode ajudar alguém. Meu filho vai salvar outros filhos e os pais não vão sentir o mesmo que estou sentindo agora”, disse o pai emocionado.

Racha em Goiânia matou duas pessoas

Uma disputa de racha na avenida T-9 foi o que causou um acidente fatal, na madrugada de sábado (7) e matou duas pessoas. A adolescente Marcella Sônia do Amaral, de 15 anos, estava na caminhonete envolvida no crime. Ela foi arremessada do veículo e morreu no local. Já Wictor, também passageiro da caminhonete, morreu nesta por morte cerebral. Ele chegou a ficar internado na UTI do Hospital de Urgências de Goiânia, mas não resistiu aos ferimentos.

Uma das vítimas sobreviventes relatou que o grupo estava em uma boate, no setor Marista. Lá, ingeriram bebidas alcoólicas durante toda a madrugada. Depois de saírem do estabelecimento, houve uma disputa de racha entre a caminhonete envolvida no acidente e a BMW.

A polícia investiga tanto Arthur Yuri, que conduzia a BWM, como também Eduardo Henrique de Souza Resende, de 22 anos, que dirigia a caminhonete. Vale citar que a caminhonete estava sendo ocupada por seis pessoas.