Vice-prefeito de Aparecida diz que se filiará ao mesmo partido de Gustavo Mendanha

Gustavo Mendanha tem conversas avançadas com o Podemos e o PL goiano não descarta apoio à eventual candidatura do prefeito

Gustavo Mendanha e Vilmar Mariano
Vilmar Mariano diz que irá para mesmo partido de Gustavo Mendanha (Foto: Reprodução)

O vice-prefeito da Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano (MDB), disse que irá seguir Gustavo Mendanha (sem partido) em sua filiação partidária.

“Vou com Gustavo para onde ele for”, garantiu ao Mais Goiás.

Gustavo Mendanha tem conversas avançadas com o Podemos. O PL goiano, de Flávio e Magda Mofatto, já manifestou interesse em apoiar à eventual candidatura do prefeito de Aparecida ao governo, mesmo com a iminente filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – que deseja que o seu futuro partido tenha candidatos próprios a governador em todos os estados.

Vilmar está como prefeito em exercício até o retorno de Gustavo Mendanha de Barcelona, onde participa de evento sobre cidades inteligentes. O que deve ocorrer neste sábado (20).

“Sempre tive uma relação muito boa com Gustavo, tanto política quanto pessoal”, arremata ao descartar qualquer desgaste entre ambos.

Desgaste com a Câmara Municipal

No período em que está como prefeito em exercício, Vilmar aproveitou para apaziguar os ânimos com a Câmara Municipal e convidou os vereadores para um café da manhã.

No entanto, ele descarta que houve qualquer atrito durante a eleição antecipada da Casa. “A Câmara tem suas prerrogativas e eu respeito”, salienta.

Como já mostrou o Mais Goiás, o vice-prefeito encampou o vereador Aldivo Araújo (MDB) para concorrer à presidência do biênio 2023-2024, e acabou sendo derrotado por 15 votos a oito. Durante a sessão extraordinária houve, inclusive, troca de acusações entre os dois candidatos.

Fortaleza foi reconduzido à presidência da Câmara Municipal para o biênio 2023-2024. A eleição dele inspirou-se em manobras executadas na Assembleia Legislativa de Goiás e da Câmara Municipal de Goiânia. Causaram cisão dentro da Casa e no próprio partido.