Vídeo mostra avião em pouso forçado próximo a campo de futebol, em Cezarina

Sem conseguir parar na pista, o avião bateu em uma cerca e por pouco não atingiu algumas pessoas que participavam da Cavalgada da cidade

Moradores e visitantes da cidade de Cezarina, cidade da região Sul do Estado a 70 km de Goiânia, levaram um susto ao presenciaram um pouso forçado de um avião experimental nas proximidades de um campo de futebol. O caso aconteceu na tarde deste sábado, durante a Cavalgada do município. Acidente foi registrado em vídeo.

Nas imagens, é possível observar o momento em que a aeronave tenta fazer o pouso. Sem conseguir parar na pista, o avião bateu em uma cerca e por pouco não atingiu algumas pessoas que participavam do evento. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

De acordo com um morador da cidade, que preferiu não se identificar, não é a primeira vez que o proprietário da aeronave, identificado como Adelino Marque, faz pouso em locais impróprios. Segundo o homem, o piloto faz voos rasantes (praticado a baixa altura, muito próximo do solo) e pousos em rodovias, estradas de terra e lavouras.

“Em Cezarina não existe um aeródromo para pouso e decolagem. É muita irresponsabilidade desse piloto em querer pousar em qualquer lugar, mesmo que não tenha autorização para isso. Ele está colocando em risco a vida dele e de várias pessoas por conta de exibicionismo”, disse.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Susto: um avião experimental fez um pouso forçado na tarde de ontem em uma área pública nas proximidades de um campo de futebol na cidade de Cezarina. No local, acontecia um evento e por pouco a aeronave não atinge algumas pessoas que participavam do evento. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em

Proprietário

Ao Mais Goiás, Adelino Marques, proprietário da aeronave, afirmou que é acostumado a fazer pouso no local em questão. No sábado, no entanto, a pista estaria molhada e o avião não parou. “Já fiz uns 20 pousos naquele lugar, mas ontem a pista estava escorregadia e não consegui parar. Para não bater em outros locais e ferir as pessoas, fiz uma manobra e acabei batendo na cerca”.

O homem estava sozinho na aeronave e não ficou ferido. Segundo ele, apenas a hélice do avião apresentou estragos.

Sobre as denúncias de pousos irregulares e voos rasantes, Adelino disse que se trata de mentiras. “Tudo está normalizado. Essas afirmações são falsas. Sou acostumado a pilotar o avião e não faço voo rasante. O que ocorreu ontem foi um incidente e ninguém saiu ferido”, comentou.