Vítima de feminicídio em Terezópolis era perseguida e foi assassinada com seis tiros, diz Polícia Civil

"Em nenhum momento a vítima teve algum tipo de relacionamento com o homem", diz Jorge Bezerra, delegado responsável pelas investigações

Mariana Almeida da Silva foi morta a tiros no local onde trabalhava (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil apurou que Mariana Almeida da Silva, de 23 anos, foi assassinada com seis disparos de arma de fogo em Terezópolis de Goiás, a 27 km de Anápolis. O autor do crime Fernando Inácio da Silva, 37, atirou contra a própria cabeça e também morreu no local. O feminicídio aconteceu na tarde de segunda-feira (21). Segundo as investigações, a vítima era perseguida pelo homem, que não aceitava ser rejeitado.

“Ele ia ao local de trabalho dela, e inclusive chegou a presenteá-la com flores. Em nenhum momento a vítima teve algum tipo de relacionamento com o homem”, diz Jorge Bezerra, delegado responsável pelas investigações.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) constataram os óbitos no local do crime.

Autor do crime tinha duas armas de fogo

O feminicídio aconteceu no local de trabalho da vítima, uma lan house localizada na Rua Dona Joaninha, no centro de Terezópolis. Imagens de câmeras de segurança registraram o crime e mostram que a vítima não teve nenhuma chance de defesa.

“O autor estava com dois revólveres, e inicialmente houve uma discussão com a vítima. Em seguida, o homem sacou uma das armas acertou cerca de seis disparos contra a vítima. Depois disso, com o outro revólver, ele atirou contra a própria cabeça”, explica o delegado.

De acordo com Jorge Bezerra, a Polícia Civil continuará investigando e apurando as circunstâncias do crime.

Feminicídio aconteceu no centro de Terezópolis de Goiás (Foto: Reprodução)

Feminicídio aconteceu no centro de Terezópolis de Goiás (Foto: Reprodução)