“Wolmir é a cara do PT”, diz Mauro Rubem sobre candidatura ao Governo de Goiás

Tendência do partido é apoiar Wolmir, mas vereador não descarta participação de José Eliton nesse novo projeto

PSB ainda defende nome de José Eliton, diz presidente do PT
PSB ainda defende nome de José Eliton, diz presidente do PT (Foto: Reprodução)

A tendência é que os petistas goianos apoiem a candidatura do ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica (PUC), Wolmir Amado, para governador de Goiás na eleição de 2022. A avaliação é do vereador Mauro Rubem (PT). A decisão pode ser tomada na próxima reunião da executiva do partido, marcada para o dia 28 de maio.

Mauro Rubem diz que em todas as reuniões já realizadas as correntes internas do partido em Goiás decidiram por apoiar uma candidatura própria encabeçada por Wolmir Amado, inclusive em encontro com o vice-presidente nacional do PT deputado José Guimarães no início de maio.

O vereador aponta que essa tendência interna do partido, entretanto, não impede que o ex-governador José Eliton (PSB) faça parte da aliança.

“Wolmir Amado é a nossa cara, tem o nosso jeito. Embora não tenha experiência em campanhas políticas. José Eliton é novo nesse projeto e pode somar. Nossa decisão está bem clara para caminhar com Wolmir”, reforça.

Ampliação

A presidente do PT em Goiás, Kátia Maria, já disse que a definição será feita em diálogo com a direção, a Federação Brasil Esperança e o PSB. “O PT de Goiás se prepara para apresentar um projeto que seja capaz de eleger Lula, derrotar o Caiado e ampliar a bancada federal e estadual”, diz.

Atualmente o PT possui dois deputados estaduais (Antônio Gomide e Adriana Accorsi) e um deputado federal (Rubens Otoni) em Goiás.