ENTRADA FRANCA

FestCine realiza 10ª edição em Goiânia, com oficinas de cinema e exibição de filmes 

O projeto acontece de forma inteiramente gratuita para a comunidade

Goiânia recebe 10ª edição do FestCine e 1º CineLab
Abertura do evento acontece nesta quarta, a partir das 19h (Foto: Divulgação - Secult)

Se você curte cinema e quer aprender um pouco mais sobre como funciona a produção nacional e local, vem aí uma boa oportunidade! A partir desta quarta-feira (26/10), a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultural (Secult), realiza a 10ª edição do FestCine – com exibições de filmes – junto à 1ª edição do CineLab – com oficinas sobre cinema.

O festival segue até o dia 29 de outubro, no Centro Cultural Casa de Vidro Antônio Poteiro, com entrada franca durante todos os dias. Assim, o público poderá acompanhar a exibição de 12 curtas-metragens, com opções para todos os públicos.

A abertura da 10ª edição acontece a partir das 19h deste dia 26/10, com exibição dos curtas “O Tamanho da Pedra”, “Tronco Partido” e “Artista Invisível”.

Enquanto isso, também serão ministradas as oficinas do CineLab, que serão realizadas na Biblioteca Marieta Telles Machado, localizada na Praça Universitária, também entre os dias 26 e 29. Para participar é preciso se inscrever gratuitamente (links ao fim da matéria). Os participantes poderão contar com a presença de Mestres especializados em diferentes áreas.

Com isso, o objetivo é aprofundar a reflexão sobre os rumos do cinema nacional, com foco na cidade de Goiânia, além de descobrir novos talentos.

O formato do projeto é inédito e inclusivo, com participação garantida de profissionais experientes do cinema na cidade. No FestCine, por exemplo, serão exibidos filmes com temáticas sociais de grande relevância local, o que contribui para o reconhecimento e valorização de artistas goianienses que se dedicam ao audiovisual.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Secult Goiânia (@secultgoiania)

Veja como fica a programação do FestCine

26/10 – 19h às 22h – Abertura Oficial FestCine

  • O Tamanho da Pedra (Ficção, 15 minutos, 2018), Direção Hélio Fróes – Dois agrimensores ficam isolados em um deserto no Cerrado, quando o carro da empresa quebra. Enquanto esperam socorro, continuam trabalhando.
  • Tronco Partido (Ficção, 29 minutos, 2020), Direção Isaac Brum – Dois irmãos vivem os ritos de passagem da adolescência em uma pequena cidade histórica no interior de Goiás.
  • O Artista Invisível (Documentário, 18 minutos, 2022), Direção Ângelo Lima – Um artista. Uma cidade. No seu dia a dia, Manoel Santos caminha com sua vassoura limpando a cidade. O tempo é curto para criar suas artes em pintura. Trabalho dobrado. Quase ninguém consegue ver o Artista que está na rua. Com uma obra forte, ele consegue furar um bloqueio da sua invisibilidade.

Exibição seguida de debate com os realizadores e mediação de Rony Guilherme Deus.

27/10 – 19h30 às 22h

  • A Falta Dela (Ficção, 15 minutos, 2019) Direção Joyci Viegas – Um dia na vida de Bethânia, uma professora de uma escola pública do Centro da cidade de Goiânia.
  • Rio Das Almas e Negras Memórias (Documentário, 20 minutos, 2019), Direção Taize Inácia e Thaynara Rezende – Baseado em histórias reais sobre memórias dos negros escravizados às margens do Rio das Almas, um musical preto que fabula sobre o processo mais violento por que nós, pessoas negras, já fomos acometidas. Através da força da dança e das manifestações culturais afro-brasileiras, uma retratação do trauma e das memórias furtadas da escravização.
  • Nata (Ficção, 7 minutos, 2020), Direção Erik Ely (convidado) – Em uma noite de Natal, duas crianças decidem brincar com um tabuleiro ouija. Natal é tempo de comemorar a vida, espalhar o amor e semear a esperança. por isso, é bom ficarmos próximos daqueles que amamos.
  • Sujas de Carmim (Ficção, 15 minutos, 2022), Direção Silvana Beline – Sujas de Carmim retrata a vida de duas mulheres de classes sociais, raças e opressões distintas, que têm em comum a paixão por um cantor brega. Uma do Sul e outra do Centro-Oeste do país, ao saberem da morte do cantor, vivem uma saga até Minas Gerais para lhe prestarem as últimas homenagens.

Exibição seguida de debate com os realizadores e mediação de Geórgia Cynara.

28/10 – 19h30 às 22h

  • Hawalari (Ficção, 15 minutos, 2021), Direção Cássio Domingos – Final do século XIX. Hawalari, jovem indígena do povo Iny, que vive no Centro – Oeste do Brasil, depara-se com uma situação que lhe causa insegurança.
  • Até a Luz Voltar (Ficção, 23 minutos, 2022), Direção Alana Ferreira – Nino vive na pequena cidade de Nova Canaã. Em meio aos obstáculos da vida, ela busca na religiosidade e nas expressões de sua sexualidade formas de se ver livre da sensação de abandono e exploração.
  • Desmontando (Ficção, 22 minutos, 2022), Direção Henrich Laécio – O curta acompanha a drag queen Ravenna, que no período de pandemia teve que se reinventar fazendo lives no Instagram para manter sua arte drag. Porém, a vida fora das boates e casas de shows deixa uma lacuna financeira que não é preenchida pelas lives, e a drag queen começa a se questionar sobre como serão os caminhos de sua vida artística nesses tempos de confinamento.

Exibição seguida de debate com os realizadores e mediação de Isaac Brum.

29/10 – 11h às 13h

  • Bola da Vez (Ficção, 16 minutos, 2022), Direção Elder Patrick – Entre encontros e desencontros, esquecimento e memória, um grupo de crianças nos guia pela infância, pelas raízes e por paisagens escondidas da Cidade de Goiás.
  • O Malabarista (Documentário/Animação, 10 minutos, 2018), Direção Iuri Moreno – O filme reúne fragmentos do cotidiano e experiências de artistas de rua, que em meio à hostilidade das grandes cidades buscam levar cores e sorrisos aos que cruzam seus caminhos. De forma lúdica – o traço, a direção de arte e efeitos sonoros – fazem um contraste entre o monocromático das paisagens e a presença do pluralismo das cores neste híbrido entre animação e documentário.
  • A Piscina de Caíque (Ficção, 15 minutos, 2017), Direção Raphael Gustavo – Sonhando em ter uma piscina, Caíque e seu amigo inseparável se divertem escorregando no chão molhado e ensaboado da área de serviço. Por causa do desperdício de água, Caíque acaba criando problemas com sua mãe.
  • Lily´s Hair (Ficção, 15 minutos, 2019) Direção Raphael Gustavo (convidado) – Lily é uma garota negra que não gosta de seus cabelos. Com a ajuda de Caio, seu amigo cadeirante, tenta ter os cabelos do jeito que sempre sonhou.

Exibição seguida de debate com os realizadores e mediação de Silvana Beline.

Programação de oficinas do CineLab

Dia 26 – 14h às 17h

  • Criação e produção de figurino para cinema com Rochelle Silva
  • Inscrição: clique aqui

Dia 27 – 14h às 17h

  • Elaboração de projetos com foco no audiovisual com Laila Santoro
  • Inscrição: clique aqui

Dia 27 – 14h às 17h

  • Interpretação para cinema e TV com Alex Amaral
  • Inscrição: clique aqui

Dia 28 – 14h às 17h

  • Edição e montagem cinema com Gil Farias (convidado)
  • Inscrição: clique aqui

Dia 28 – 14h às 17h

  • Roteiro e direção de cinema com Francisco Ramalho Júnior (convidado)
  • Inscrição: clique aqui

Dia 29 – 08h às 11h

  • Direção de fotografia com Isaac Brum
  • Inscrição: clique aqui

Serviço

FestCine e CineLab acontecem em Goiânia

Quando: 26 a 29/10 (quarta a sábado)

Onde:

  • FestCine – Centro Cultural Casa de Vidro Antônio Poteiro
  • CineLab – Biblioteca Marieta Telles Machado, Praça Universitária

Programação inteiramente gratuita

LEIA TAMBÉM: