INVESTIGAÇÕES

PMs do COD envolvidos em confronto forjado são indiciados

Seis policiais militares do Comando de Operações de Divisas (COD) foram presos em abril por execução de suspeitos

Justiça intima PMs acusados de forjar confronto em Goiânia a participarem de reconstituição
Justiça intima PMs acusados de forjar confronto em Goiânia a participarem de reconstituição (Foto: Reprodução)

A Corregedoria da Polícia Militar de Goiás indiciou seis policias do Comando de Operações de Divisas (COD) envolvidos na operação que resultou em duas mortes no Setor Jaó, em Goiânia. Na ocasião, os militares simularam um confronto e executaram o autônomo Junio José Aquino Leite, de 40 anos, e do corretor de veículos Marines Pereira Gonçalves, de 42.

Com o indiciamento, os policiais investigados podem ser punidos com advertência ou expulsão, após conclusão de um processo administrativo disciplinar.

Os policiais foram presos em abril, no entanto, acabaram soltos no últim dia 2 de junho. Na última sexta-feira (7/6) a Polícia Técnico-Científica realizou a reconstituição do falso confronto. Os policiais militares estiveram no local, mas não participaram após decisão judicial.

 Na ocasião, os agentes afirmaram que a morte de suspeitos foi uma reação ao serem atacados com tiros, mas um vídeo, gravado pelo celular de um dos mortos, mostrou que a ação se tratou de uma execução, visto que as vítimas estavam desarmadas.