ACIDENTE

Jovem de 18 anos é indiciado por homicídio doloso após acidente em Santa Helena (GO)

Rapaz de 18 anos estava embrigado e dirigia uma caminhonete pela contrmão quando atingiu o carro onde a família estava

Uma das vítimas chegou a ser encaminhada ao hospital, mas não resistiu. Quatro pessoas morrem em acidente Santa Helena de Goiás
(Foto: Reprodução Instagram)

Um jovem de 18 anos foi indiciado por homicídio doloso e embriaguez ao volante pelo acidente que resultou na morte de quatro pessoas de uma mesma família na GO–164, em Santa Helena de Goiás, a 209 km de Goiânia. O acidente aconteceu por volta das 23h de sexta-feira (27). O jovem estava embriagado quando colidiu contra o carro da família.

Acidente na GO-164

De acordo com a Polícia Civil, a família seguia em Space Fox pela rodovia quando foram surpreendidos por uma caminhonete na contramão e colidiram. Dos quatro ocupantes do Space Fox, três ficaram presos entre as ferragens e vieram a óbito no local. A quarta vítima recebeu os primeiros socorros do Corpo de Bombeiros e foi levada ao Hospital Estadual de Santa Helena de Goiás (Herso) com politraumatismo, mas não resistiu aos ferimentos.

“Há um trevo no local, tudo indica que ele (jovem) deveria virar à direita e fazer um retorno a aproximadamente 600 metros, mas, ao invés dele realizar esse acesso da forma correta, ele acessou a esquerda invadindo a contramão e colidiu frontalmente contra um veículo”, explica o delegado Thiago Latorre, responsável pelo inquérito.

Embriaguez ao volante

O jovem sofreu ferimentos leves e foi submetido ao teste de alcoolemia que constatou 0,56 mg/l de álcool no organismo. Após receber atendimento médico, ele foi direcionado para a delegacia onde foi preso em flagrante. No entanto, a prisão foi convertida em preventiva.

Segundo o delegado, na maioria dos acidentes de trânsito com vítimas fatais é empregado o crime de homicídio culposo – quando não há intenção de matar -, mas no caso em questão a polícia entendeu que, ao dirigir na contramão embriagado, o jovem assumiu o risco de causar danos.

“Como ele estava embriagado, seria um homicídio culposo, uma culpa consciente. Porém, o fato dele estar embriagado e ter entrado em uma via de acesso rápido pela contramão, sem passar pelo trevo da forma correta, é um acréscimo de que ele assumiu o risco e produziu o resultado morte”, afirma Latorre.

Prisão

Em depoimento, o jovem permaneceu em silêncio.

O delegado aguarda três laudos cadavéricos e o laudo pericial do local do acidente para seguir com as investigações. O exame de uma das vítimas confirmou a morte por politraumatismo.

“Até o momento, a prisão do autuado está mantida. Houve a impetração de habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça, não tenho conhecimento sobre o resultado, mas, caso ele fique preso na preventiva vai ser em torno de 90 a 120 dias. Posteriormente, ele pode receber liberdade provisória ou passar por uma sentença e continuar preso”, conclui o delegado Thiago Latorre.

Leia outras notícias no Mais Goiás

Motorista de aplicativo é preso ao dirigir bêbado com passageiros em Anápolis 

“Trânsito continua sendo um dos maiores problemas de Anápolis”, diz delegado Manoel Vanderic

Caminhoneiro bêbado é preso dirigindo em ‘zigue zague’ em Anápolis

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Alexandre Bittencourt