Judiciário

MP denuncia dois por morte e tentativa de homicídio em briga que ocorreu em Avelinópolis

Os dois denunciados, Murillo Matias da Silva e Jeferson Soares de Sousa, estão presos

Em Goianésia, homem é preso após descumprir medida protetiva e agredir ex-mulher. (Foto: Reprodução)
Em Goianésia, homem é preso após descumprir medida protetiva e agredir ex-mulher. (Foto: Reprodução)

O Ministério Público de Goiás ofereceu denúncia contra Murillo Matias da Silva e Jeferson Soares de Sousa (conhecido como Jefinho), acusados pela morte de Samuel Inácio Pereira e pela tentativa de homicídio contra Welisson Pereira de Melo, após uma confusão generalizada que ocorreu em Avelinópolis no dia 5 de fevereiro deste ano.

Samuel e Welisson, que são primos, estavam em uma distribuidora de bebidas quando os dois denunciados e uma terceira pessoa chegaram ao local. Assim que chegaram, Jeferson foi cumprimentar Welisson, ambos moradores locais. Em seguida, os denunciados e o amigo ocuparam uma mesa e também continuaram bebendo no local. De acordo com a investigação policial, passado um tempo, teve início uma discussão envolvendo as vítimas e o amigo dos denunciados (a terceira pessoa mencionada). Foi quando Murilo e Jeferson intervieram e também começaram a discutir com os dois primos.

O desentendimento evoluiu para gestos e intimidações recíprocas e, por fim, para agressões físicas. Neste momento, Murillo foi até o veículo que ele e o amigo ocupavam, pegou uma arma de fogo e retornou ao local em que as vítimas e Jefinho brigavam. Jeferson partiu para cima de Samuel e o empurrou, mas Welisson deu um golpe de capacete no rosto de Jeferson, que caiu no chão.

Enquanto Murillo retornava do veículo, já acontecia uma briga generalizada no meio da rua entre os demais envolvidos na discussão. Murillo, então, sacou a arma de fogo que havia colocado junto à cintura e disparou na direção das vítimas Samuel e Welisson. Contudo, os disparos não os atingiram.

Após este primeiro disparo, Jeferson pegou a arma de fogo das mãos de Murillo e continuou disparando contra as vítimas, quando atingiu fatalmente Samuel. Welisson foi atingido na perna esquerda e sobreviveu aos ferimentos.