SENADOR CANEDO

Mulher agredida por policial penal em Senador Canedo desabafa: “Achei que ia morrer”

O caso aconteceu na madrugada da última terça-feira (11)

Defesa de policial penal filmado espancando mulher vai se reunir com cliente nesta 5ª
Defesa de policial penal filmado espancando mulher vai se reunir com cliente nesta 5ª (Foto: Reprodução)

A mulher agredida por um policial penal de folga e seu amigo em frente a uma distribuidora na cidade de Senador Canedo relatou, nesta quinta-feira (13), momentos de terror. A vítima afirma que o ataque ocorreu após ela ter rejeitado investidas da dupla. Imagens de câmera de videomonitoramento registraram as agressões.

Em entrevista concedida a TV Anhanguera, a mulher detalhou como o policial chegou a apontar a arma de fogo para seu rosto e puxar o gatilho, mas a arma teria falhado, após ela reagir. “Achei que ia morrer”, desabafou a vítima.

“Ele colocou a arma no meu rosto… Puxei meu braço assim e empurrei a arma. Ele foi e atirou… Se eu não tivesse reagido de ter empurrado o braço dele, eu creio que sim, ele tinha atirado no meu rosto. Porque ele pôs mesmo foi pra…, a arma elencou, eu fiquei com medo, na hora ali eu achei que ia morrer”, explicou.

O caso aconteceu na madrugada da última terça-feira (11). Imagens de câmera de segurança registraram a ação dos homens, que foram presos. O policial chega a dar um soco na mulher usando a arma. Antes de ela aparecer no local, ele chegou a atirar em direção à rua com a pistola.

À TV Anhanguera, a defesa do policial penal afirmou que só se pronunciará após ter acesso ao processo. Já a defesa do amigo do policial, alega que ele “pediu desculpas” e está à disposição da Justiça.

Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que o servidor estava de folga, entretanto, a instituição instaurou um procedimento administrativo para apurar o fato. Disse ainda que o cumprimento do mandado de prisão ocorreu após a apresentação do servidor, de forma voluntária, à delegacia. Reforçou também que não compactua com qualquer conduta que vá contra a integridade física e moral de qualquer pessoa.