OPERAÇÃO

Procon encontra irregularidades em postos de combustíveis em Anápolis

Houve divergência na procedência do combustível

Procon encontra irregularidades em postos de combustíveis em Anápolis
Procon encontra irregularidades em postos de combustíveis em Anápolis

A operação “De Olho na Bomba”, realizada para fiscalizar a conformidade na qualidade e quantidade de combustível vendida pelos postos de combustíveis de Anápolis, apontou que, de oito postos, dois apresentaram inconformidades, em maio deste ano. As informações são do Procon Anápolis.

Segundo o órgão e a Agência Nacional de Petróleo (ANP), em um dos postos fiscalizados a concentração de etanol para compor o litro da gasolina estava acima da permitida. As entidades informaram que o percentual máximo é de 27%, com margem de erro de 1%. No entanto, a fiscalização constatou um percentual de 32% de etanol no litro da gasolina. Os responsáveis pelo posto em questão foram autuados.

Os testes de volumetria, que trata da marcação correta do número de mililitros vendida, não apresentaram nenhuma irregularidade. Mas houve divergência dos dados quando se trata da procedência dos combustíveis. De acordo com a ação, essa divergência pode apontar a abertura de processos administrativos.

A disposição de cartazes informativos obrigatórios, a não disponibilização dos números de telefone do Procon, como o Código de Defesa do Consumidor também foram notificadas pelos agentes. A operação ainda apreendeu 129 litros de óleos lubrificantes que estavam à venda sem o registro da ANP.