IBGE

Puxado por atividade de transportes, volume de serviços goiano sobe 2,2%

No acumulado de 12 meses, o avanço é de 4,5%

Puxado por atividade de transportes, volume de serviços goiano sobe 2,2%
Puxado por atividade de transportes, volume de serviços goiano sobe 2,2%(Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

O volume de serviços goianos subiu 2,2% em abril, conforme divulgado, nesta quarta-feira (11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em abril, a variação foi de 0,2%. Além disso, o aumento representa o terceiro mês seguido sem queda.

Na comparação com o ano anterior, o volume de serviços subiu 5,3%. Já no acumulado de 12 meses, o aumento foi de 4,5%. No ano, 0,1%, pressionado pela queda de janeiro (-1,2%).

No País, o volume de serviços teve alta de 0,5% na passagem de março para abril. Em relação ao mesmo período de 2023, o avanço foi de 5,6%, enquanto a variação acumulada em 12 meses, 1,6%.

Ainda sobre a variação positiva, em Goiás, de 5,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior, esta foi puxada pela alta das seguintes atividades: Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (9,8%), Serviços de informação e comunicação (9,2%) e Outros serviços (3,3%).

Já as atividades com destaques negativos: Serviços prestados às famílias (-1,1%) e os Serviços profissionais, administrativos e complementares (-6,2%).

Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Conforme o IBGE, o levantamento “produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no País, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação”.