ELEIÇÕES

Aparecida: Leandro Vilela acusa “adversários” de promover ataque hacker na pré-campanha

Equipe do ex-deputado federal afirma que ação derruba engajamento do político nas redes sociais

Ex-deputado federal, Leandro Vilela descompatibiliza do Detran e está livre para disputar eleições em Aparecida (Foto: divulgação)
Ex-deputado federal, Leandro Vilela descompatibiliza do Detran e está livre para disputar eleições em Aparecida (Foto: divulgação)

O pré-candidato à prefeitura de Aparecida de Goiânia Leandro Vilela (MDB) afirma que está sendo alvo de um ataque hacker supostamente “promovido por adversários políticos”. De acordo com a equipe dele, a afirmação vem do aumento repentino e desproporcional de seguidores no perfil oficial, o que acendeu alerta em seu QG para a possibilidade de estar sendo alvo de um ataque coordenado com objetivo de derrubar suas redes sociais. O caso foi denunciado à Polícia Civil.

O perfil do pré-candidato ganhou mais de 20 mil seguidores em 5 horas, a maioria de “perfis claramente robôs”. Segundo a equipe de Leandro Vilela, a ação prejudica o alcance das publicações do pré-candidato. A tática, segundo a equipe de Leandro, consiste em pagar uma ferramenta, operada em outro país, para colocar contas falsas para seguir o perfil. Isto faria com que o algorítimo da Meta, empresa que detém o Facebook e o Instagram, identificasse o perfil alvo do ataque como conta que está tentando inflar resultados artificialmente, de modo a derrubar o engajamento.

“A adição massiva de seguidores falsos compromete o engajamento e a credibilidade, prejudicando a visibilidade das postagens autênticas e a confiança do público. Estamos tomando medidas para remover os seguidores falsos e colaborar com as autoridades para identificar os responsáveis”, afirma Júnior Vilela, responsável pelas redes de Leandro. “Reiteramos nosso compromisso com a transparência e a integridade.” A Delegacia Estadual Contra Crimes Cibernéticos já recebeu a denúncia e irá investigar.

O pré-candidato também lamentou o episódio. “É a velha política usando as velhas táticas de sempre, mas com as novas ferramentas digitais”, afirma Leandro Vilela. “Os adversários não querem debate, não querem que apresentemos propostas. É toda uma trajetória de vida usando esse tipo de artimanha para obter ganhos”, coloca Leandro.