PODCAST

Baldy nega chance de Caiado abraçar um candidato ao Senado: “Palavra será cumprida”

Candidato afirmou, ainda, que é difícil dizer se as múltiplas candidaturas na base favorecem outro postulante

Baldy nega chance de Caiado abraçar um candidato ao Senado:
Baldy nega chance de Caiado abraçar um candidato ao Senado: "Palavra será cumprida" (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Candidato ao Senado, o presidente do PP Goiás Alexandre Baldy afirma que não há chance do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) abraçar uma única candidatura à Casa Alta do Congresso. Além dele, disputam pela base: delegado Waldir (União Brasil) e Vilmar Rocha (PSD).

“Sempre conversamos. A palavra dele [de Caiado] é a que já foi dada e será cumprida”, declara Baldy ao Podcast Poder em Jogo, do Mais Goiás sobre não interferir nos múltiplos postulantes. Segundo ele, não é possível que Caiado opte, neste momento, pelo nome dele, de Waldir ou Vilmar. “O governador é um homem de palavra.”

O candidato afirmou, ainda, que é difícil dizer se as múltiplas candidaturas na base favorecem outro postulante. De acordo com progressista, esse tipo de análise deve ser qualitativa, pois cada nome possui um perfil, ou seja, atrai um tipo de eleitor.

“Então, mesmo que Waldir, por exemplo, retirasse a candidatura, não acho que haveria uma migração automática.” Para Baldy, o cenário continua em aberto. Ele acredita que definição do nome ao Senado pelos eleitores ainda irá ocorrer.

Em relação a pesquisa eleitoral, Alexandre Baldy aparece com 9,24% das intenções de votos no levantamento Goiás Pesquisas/Mais Goiás do último sábado (17). Na cabeça, aparece o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) com 21,71%. O deputado federal delegado Waldir (União Brasil) vem em segundo com 17,33% e é seguido pelo ex-senador Wilder Morais (PL) que aparece com 16,67%.

O quinto colocado é o deputado federal João Campos (Republicanos) com 6,29% dos votos. O presidente do PSD goiano Vilmar Rocha (PSD) tem 4,38%. Em seguida vem a candidata do PCdoB Denise Carvalho com 2,95%. Ela está à frente de empresário Leonardo Rizzo (Novo), 2,86%; e a servidora pública Manu Jacob (PSOL), 2,19%. Brancos e nulos somaram 6,95%. Indecisos 9,43%.

O levantamento Goiás Pesquisas/Mais Goiás ouviu 1.050 eleitores de 12 a 15 de setembro de 2022. A margem de erro é de 3,02 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. Os registros no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) são BR-03634/2022 e GO-07244/2022.