POLÍCIA FEDERAL

Depoimento de Zambelli à PF sobre ataque hacker é adiado

Defesa já havia dito que ela não falaria se não tivesse acesso ao processo

Relator no TRE-SP vota para rejeitar cassação de Zambelli por vídeo golpista em 2022
Relator no TRE-SP vota para rejeitar cassação de Zambelli por vídeo golpista em 2022 (Foto: Lula Marques - EBC)

Previsto para esta segunda-feira (7), o depoimento da deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) foi adiado pela Polícia Federal (PF) em São Paulo. A parlamentar é investigada por suspeita de envolvimento em ataque hacker aos sistemas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e de tribunais.

Segundo a PF, ela teria atuado com o hacker da “Vaza Jato”, Walter Delgatti Neto. Ambos foram alvos de operação da Polícia Federal, na última sexta (4). Segundo as autoridades, Zambelli teria pago, por meio de assessores, o homem para invadir os sistemas do CNJ e incluir uma ordem de prisão contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Ainda de acordo com a PF, os crimes teriam ocorrido entre 4 e 6 de janeiro deste ano. Além de busca e apreensão, também houve a determinação de quebra de sigilo bancário da deputada e de Delgatti. O hacker foi preso durante a ação.

Em relação ao depoimento, a defesa de Zambelli já havia dito que ela não falaria se não tivesse acesso ao processo.