VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

FGM realizará evento em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha

Solenidade acontece no dia 30 de agosto, na sede do Conselho Regional de Contabilidade

FGM realizará evento em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha (Foto: Divulgação)
FGM realizará evento em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha (Foto: Divulgação)

A Federação Goiana de Municípios (FGM) realizará evento em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha. A solenidade acontece no dia 30 de agosto, na sede do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-GO), às 9h.

A Lei Maria da Penha foi sancionada em agosto de 2016. Seu objetivo é o de criar mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher de forma a prevenir, punir e impedir a opressão, principalmente por meio de medidas protetivas.Desde que a lei foi criada, o número de pedidos de medidas protetivas saltou de um, em 2006, para mais de 391 mil no ano passado, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Somente neste ano, foram quase 191 mil.

“A lei Maria da Penha é uma conquista civilizatória. Ela veio romper o silêncio de um de um dos crimes mais cruéis da humanidade – “a Violência contra a mulher”, cuja impunidade reforçava uma sociedade machista ,quando não misógina”, diz a ex-senadora Lúcia Vânia.

Maria da Penha : Quem ela é?

Maria da Penha nasceu em Fortaleza, no dia 1º de fevereiro de 1945. Ela é farmacêutica bioquímica e foi vítima de dupla tentativa de feminicídio pelo ex-marido, Marco Antonio Heredia Viveros, em 1983.

O homem atirou nas costas de Maria enquanto dormia, o que a deixou paraplégica. Após quatro meses do ocorrido, depois de duas cirurgias, internações e tratamento, Maria da Penha voltou para casa e foi mantida em cárcere privado durante 15 dias, além de sofrer tortura.

A ativista buscou justiça durante 19 anos e seis meses. Sua trajetória a tornou um símbolo de luta por uma vida livre de violência.