Coluna da Tainá Borela

Vanderlan e Marconi podem ser candidatos ao governo de Goiás

Disputa pode não girar apenas em torno dos nomes de Caiado e Gustavo Mendanha

Vanderlan e Marconi podem ser candidatos ao governo de Goiás
Vanderlan e Marconi podem ser candidatos ao governo de Goiás (Fotos: Divulgação e Dida Sampaio)

A um ano da eleição, as articulações para estruturar candidaturas ao governo podem trazer velhos conhecidos da política goiana. A coluna apurou que a disputa pode não girar apenas em torno dos nomes do governador Ronaldo Caiado (DEM) e do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (sem partido).

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) começou a rodar o Estado e, de acordo com aliados, está fazendo pesquisas para traçar seus planos políticos. “Ele pode ser candidato ao Senado ou até mesmo a governo. “Por que não?”, questiona um aliado. A mesma prerrogativa vale para o senador Vanderlan Cardoso (PSD) que pode tentar mais uma vez ser eleito para o Palácio das Esmeraldas.

Defensor de Jair Bolsonaro no Congresso, Vanderlan teria o aval do presidente para ser o candidato bolsonarista em Goiás. Bolsonaro ainda não tem palanque no Estado, após rompimento com Caiado, e Gustavo deve se isentar de tomar posição até o ano que vem.

Segundo aliados, o pessedista já teria tido uma conversa prévia com o presidente e, caso seja o escolhido, vai topar a empreitada. “O senador gosta de disputar eleição”, afirmou um aliado.

Indícios

A decisão de Marconi em ser candidato seria uma alternativa à distância que Gustavo Mendanha tem mantido do PSDB em Goiás. O ex-governador tem mostrado contrariedade com a postura do ex-emedebista.

Despedida

O presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, esteve, na noite de ontem, em um jantar com o governador Ronaldo Caiado (DEM), no Palácio das Esmeraldas. Foi um encontro organizado para o deputado Humberto Aidar (MDB) que, em breve, assumirá uma cadeira no TCM.

Ares

O ex-senador Wilder Morais (PSC), que pretende voltar ao Senado Federal, está sendo sondado por partidos como o PSD e o Cidadania.

Na mesa

O governador Ronaldo Caiado e o PP de Baldy ainda discutem se o partido ficará com a Secretaria de Indústria e Comércio ou com a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado. A informação foi confirmada pelo presidente do PP em entrevista à rádio Sagres nesta quarta-feira.

Jogada

Baldy enfatizou ainda que a volta do partido para administração estadual não está relacionada ao apoio e à vaga na chapa de Caiado para as eleições do ano que vem.