DÍVIDAS

Com fortuna de R$ 4,8 bilhões, família de Neymar tem dívidas que vão de calote em hospital a boleto atrasado de ar-condicionado

Neymar Pai, Nadine Gonçalves e Rafaella devem na praça R$ 20,6 mil: jogador ganha R$ 55 mil por hora

Neymar e família (Foto reprodução Instagram)
Neymar e família (Foto reprodução Instagram)

Boletos atrasados, nome protestado em cartório, calote… A realidade de muitos brasileiros bateu às portas da família de Neymar. Pode parecer inacreditável, já que o jogador é dono de uma fortuna avaliada em R$ 4,8 bilhões, mas seus parentes contraíram dívidas que vão de calote em hospital a atraso no pagamento das prestações de eletrodomésticos.

Neymar Pai, empresário e sócio do filho em dezenas de empreendimentos, teve o nome protestado por algumas dívidas no Rio e em Santos, como consta nos serviços de proteção ao crédito. Mas é a que contraiu em Balneário Camboriú a que mais chama atenção.

É que Neypai deixou de pagar uma empresa que vendeu o sistema de ar-condicionado dos quatro andares da cobertura que Neymar adquiriu na cidade catarinense. São várias duplicatas em atraso e a maior delas, de pouco mais de quase R$ 5 mil, vem sendo cobrada desde abril.

Rafaella Santos também contraiu dívidas e seu nome. A Neyrmã está devendo a um hospital e a um laboratório de análises clínicas em São Paulo. Parcelas no valor de R$ 250 e exames que custaram cerca de R$ 6,5 mil não foram pagas entre 2020 e 2022. O nome de Rafaella também foi protestado.

Nem Nadine Gonçalves ficou de fora do feirão do boleto em atraso. A Neymãe está devendo R$ 2,6 mil, que seriam referentes a duas faturas de condomínio, dos meses de fevereiro e março deste ano. Assim como o ex e a filha, Neymãe teve o nome levado ao cartório.

Além do registro público da inadimplência, quem tem o nome sob protesto pode ter seu nome incluído em órgãos de proteção ao crédito, como o Serasa e ter o CPF negativado, o que pode dificultar a obtenção de crédito no futuro e impedir novos parcelamentos.

Juntos, os três devem na praça algo em torno de R$ 21 mil. Neymar recebe no Al-Hilal cerca de R$ 40 milhões por mês, o que dá, em média, cerca de R$ 55 mil por hora.

Via Extra.