PREFERÊNCIA

Goiânia é a capital com mais simpatia pela direita do Brasil, mostra pesquisa

Enquanto os direitas lideram preferências nas capitais, os eleitores mostram menor predileção para a esquerda

Bom Jardim de Goiás terá eleições suplementares neste domingo
Urna eletrônica (Foto: Reprodução - Agência Brasil)

Levantamento do Instituto Futura Inteligência mostra que Goiânia é a capital com maior número de pessoas que se identificam com a direita no país – entre 15 capitais mensuradas – com 48,2% do eleitorado. 

Entre as capitais conservadoras estão Cuiabá e Belo Horizonte com 40,7%, cada; Vitória, 33,9%; Curitiba, 42,4%; Florianópolis, 43,5% e Porto Alegre com 40,0%. Nenhuma capital tem como predileção às esquerdas, mas algumas delas os eleitores destacaram não se importar com ideologias.

Por exemplo: 43,1% dos eleitores do Rio de Janeiro e 39,4% de São Paulo, demonstraram não se importar com a ideologização no debate municipal. Cidades nordestinas também apontaram menor predileção a coloração na pauta: Fortaleza (39,8%), Recife (35,0%), Salvador (49,6%), São Luís (47,8%). 

43,4% dos eleitores de Belém também não se importam com a coloração política. Vale lembrar que a capital é a única brasileira a ter um prefeito filiado ao PSOL, um partido predominantemente esquerdista. 

A esquerda só aparece com relevância em uma capital: Florianópolis com 23,3% da simpatia do eleitorado. Em outras, os direitistas e aqueles que não possuem ideologia pré-definida dividem a primeira posição.

O levantamento foi feito entre novembro e dezembro do ano passado, em 15 capitais e totalizou 14.450 entrevistas. A margem de erro para Goiânia é de 3,1 pontos percentuais para mais ou menos.