USAVA RELIGIÃO

Cinco mulheres denunciam pai de santo por cometer estupros em Palmeiras de Goiás

Suspeito foi detido em Goiânia, na última terça-feira

Cinco mulheres denunciam pai de santo por cometer estupros em Palmeiras de Goiás
Cinco mulheres denunciam pai de santo por cometer estupros em Palmeiras de Goiás (Foto: Reprodução - TV Anhanguera)

Cinco mulheres já denunciaram um pai de santo suspeito de cometer estupros em Palmeiras de Goiás. Com as informações, a Polícia Civil deteve o homem na última terça-feira (14), em Goiânia.

Vale citar, a situação teve repercussão na cidade e populares colocaram fogo na casa do suspeito. Por isso ele teria se mudado para a capital.

A denúncia ocorreu em setembro deste ano. Quem revela é o advogado Dorisval Viturino, que acompanhou as mulheres na delegacia.

Segundo ele, as mulheres o procuraram, juntamente com um amigo, em busca de auxílio. Alguns casos já ocorriam há mais de um ano, de acordo com o relatado. Inclusive, uma das possíveis vítimas é menor. O restante teria entre 20 anos e 30 anos.

O suspeito, que foi detido no setor Finsocial, na capital, teria utilizado da religião para cometer os crimes. Segundo o advogado, ele dizia que a mulher tinha que tirar a roupa para “receber o Orixá” e fazer os rituais. Era quando ele cometia os abusos e ainda fazia ameaças. As situações seriam recorrentes.

Dorisval revela que, após realizar o boletim de ocorrência, não acompanhou mais o caso. A Polícia Civil disse acreditar que existam outras vítimas.

O Mais Goiás procurou a Defensoria Pública de Goiás (DPEGO), que presenta o pai de santo, por uma posição. A DPE disse, por nota, que deverá respresentar o acusado em audiência de custódia, mas que não promoverá a defesa.

“A Defensoria Pública do Estado de Goiás informa que deverá representar o acusado em audiência de custódia do cumprimento do mandado de prisão temporária. No entanto, em razão de não haver unidade da instituição instalada no município de origem da investigação criminal, não promoverá a sua defesa.”